Descaso total: Mercado da carne de Limoeiro está sujo e sem comando e clientela vem sumindo

Não existe fiscal, zelador, material de limpeza, e consumidores vem se afastando por conta da sujeira. 

É terrível a situação de abandono do principal centro de abastecimento de carnes de Limoeiro do Norte. O mercado da carne principal local de compras dos limoeirenses, está sem comando e entregue a sujeira.

Relatos de marchantes (magarefes) retratam uma realidade que expulsa e afasta a clientela, por conta da falta de limpeza, e reforma em toda sua infraestrutura. Só quem visita diariamente percebe a triste e cruel realidade do logradouro público municipal.

Nossa equipe ouviu o José Evilânio, que possui 33 anos de profissão só dentro do mercado, e afirmou que jamais havia vivenciado tamanho descaso, e falta de comando em um órgão só. Segundo Evilânio, no início da administração do Prefeito Paulo Duarte, foi colocado um cidadão para fiscalizar e comandar, mas  por falta de pagamento de seus salários ele acabou saindo. Desde então, até os dias atuais, não foi contratado mais ninguém, já são quase dois anos sem comando.

Por conta desse abandono, os marchantes vêm acumulando prejuízos com o afastamento dos clientes, por se depararem com o mau cheiro.

O centro de abastecimento que precisa ser lavado todos os dias, por conta do sangue dos animais que se espalha em todo piso e nas pedras, não é lavado por que não existe material de limpeza. A rede de esgoto para escoamento da água de lavagem que é feita de oito em oito dias, está entupida, e não existe material de limpeza.

Hoje, para poder apresentar uma impressão mais ou menos de higiene e limpeza em todo o mercado, os marchantes (magarefe), estão tirando do próprio bolso, comprando o material, e eles próprios vem lavando e limpando seus espaços de trabalho.

Em relação aos banheiros, estão todos destruídos e precisando urgente de uma reforma. Adentrar nas dependências  para uso de qualquer necessidade, é um verdadeiro desafio para quem trabalha no mercado, e para qualquer cidadão limoeirense ou do Vale, por conta do terrível mau cheiro.

Praticamente nada funciona no centro de abastecimento. Alguns problemas como limpeza, banheiros destruídos, e a falta de reforma em alguns setores do mercado, vem sendo acumulados desde administrações passadas. De lá para cá, a situação piorou, e nada foi feito.

Segundo relato de alguns marchantes que não quiseram se identificar, cada um compra seu próprio papel higiênico e o conduz  no bolso, por que no município faz tempo que não tem. Hoje, nenhum se aventura em fazer outras necessidades,  por que o risco de doenças é grande.

Toda situação segundo Evilânio, já foi apresentada ao órgão competente que administra o mercado, como também a vigilância sanitária do Município, que já tem conhecimento do descaso, mas que até o presente momento nada foi feito de melhorias.

Enquanto isso, o mau cheiro, as baratas que circulam nos quatros cantos do mercado, a falta de limpeza adequada, e gente para trabalhar, o marchante vai acumulando prejuízos mesmo pagando os encargos em dia, por que os clientes se afastam a cada dia, e o poder público não dar uma resposta.

Por: Ribamar Silva

fonte : TV Jag

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s