ABORDAGEM Dois PMs do Rio Grande do Norte detidos em Alto Santo

Dois policiais militares, lotados na Cidade de Assú, no Estado do Rio Grande do Norte, foram detidos, no final da noite de quarta-feira, às margens da BR-116, na altura da localidade de Barra do Feijão, no Município de Alto Santo (a 241Km de Fortaleza), durante uma abordagem da Polícia Militar. No automóvel em que eles estavam acompanhados de mais três cearenses, a Polícia encontrou duas pistolas calibre ponto 40, que pertencem à PM do Rio Grande do Norte.

A hipótese de que os cinco homens estivessem planejando uma chacina na cidade do Tabuleiro do Norte chegou a ser ventilada, mas não foi confirmada pela Polícia. “Os PMs afirmaram que estavam fazendo um favor para os amigos e acompanharam o trajeto deles. A versão dos militares não foi convincente sobre o transporte destas pessoas. O armamento totalmente municiado que eles traziam, além de carregadores extras é que geram as especulações. Porém, não há maiores indícios de que uma chacina iria acontecer”, declarou o delegado Regional de Russas, Joanílson Albuquerque.

Emprego

Os três homens que estavam com os PMs são de Tabuleiro do Norte. Eles vinham de Alto dos Rodrigues, no Rio Grande do Norte, onde disseram que estavam procurando emprego. Nenhum deles tinha antecedentes criminais, conforme o delegado Joanílson Albuquerque.

Após serem ouvidos, os três cearenses foram liberados, pois, para o delegado, não havia nenhum elemento que os incriminasse. Já os policiais, identificados apenas como cabo Rodrigues e soldado Altair foram autuados por porte de arma de uso restrito e foram trazidos para Fortaleza, onde devem permanecer presos. “A estranheza das explicações não foram suficientes para justificar o porquê dos militares terem trazido estas armas até o Ceará. Logo que o procedimento foi feito, eles foram encaminhados ao 5ºBPM (Centro/Fortaleza). Ainda não fui informado se vão ficar presos aqui, ou se voltam para seu Estado de origem”, afirmou Joanílson Albuquerque.

O Prisma, que pertence ao cabo Rodrigues, não foi incluído entre os objetos a serem investigados. Segundo o delegado “não foi apreendido, porque não havia relação com o crime de posse ilegal de arma de uso restrito; e estava regular”. O próprio cabo informou que já respondeu a um inquérito por disparo em via pública.

Foto: Fan page Plantão Policial do Ceará

10440184_772379206154057_5304054619490087700_n10603235_772379232820721_7542058870461803326_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s