Garota de 15 anos morre atingida por bala perdida durante tiroteio entre policiais e bandidos em Fortaleza

10298788_771558519569459_3336397800949753865_n10410392_771558522902792_1869265405997814787_nBezerra-P.Iracema-Canindé-homicídio_225

A mãe de Vanessa se desespera ao encontrá-la morta após o tiroteio

Uma troca de tiros entre bandidos integrantes de uma gangue de traficantes de drogas e assaltantes com policiais do Serviço Reservado do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), no fim da tarde desta segunda-feira (29), terminou de forma trágica na zona Oeste de Fortaleza. Uma adolescente de 15 anos acabou morrendo na porta de casa ao ser atingida por uma bala perdida. Por pouco, os bandidos também não mataram os PMs. O carro em que os militares estavam (descaracterizado) foi atingido por balas. Em seguida, os atiradores fugiram e, até o começo da noite, não haviam sido localizados. A Polícia suspeita que os criminosos estavam à procura de uma gangue inimiga que teria assassinado dois homens, na manhã de domingo, na saída da Expoece, na Avenida Sargento Hermínio.

O tiroteio entre os criminosos e os policiais do Serviço Reservado (de Inteligência) do Batalhão de Choque ocorreu por volta de 17 horas entre os blocos 15 e 18 do Conjunto Residencial Popular Dom Hélder Câmara, conhecido como “Carandiru”, próximo à Via Férrea-Sobral cruzamento com a Avenida Francisco Sá, no bairro Carlito Pamplona. Os agentes do P-2 estariam na área investigando a denúncia de que bandidos do bairro Pirambu tramavam uma chacina em vingança pela morte de dois jovens, crime ocorrido por volta de 5 horas do domingo último (28) após uma confusão que começou no Parque de Exposição Governador César Cals, no bairro Ellery, onde estava acontecendo mais uma edição da Exposição Agropecuária do Ceará (Expoece), evento que acontece ali anualmente.

Depois que seguranças da Expoece expulsaram dali os brigões, ocorreu o duplo homicídio já do lado de fora do Parque de Exposição, na Avenida Sargento Hermínio. Eliabe Santos de Lima e Simeony Álisson Ferreira Noronha acabaram sendo baleados e mortos no local. Os criminosos fugiram em motocicletas, mas um deles acabou detido pela PM.

Confronto

Na tarde de ontem, a Polícia passou a investigar a suspeita de que haveria uma chacina no bairro Carlito Pamplona como vingança pela morte de Simeony e Állisson. Uma equipe do Reservado do Choque foi até e acabou se deparando com bandidos armados no ‘Carandiru” do Carlito Pamplona. Houve uma troca de tiros entre os criminosos e os policiais e um dos disparos atingiu a estudante Andressa de Souza Carneiro, 15 anos. Ela saía de casa quando ocorreu o tiroteio entre os blocos 15 e 18 e acabou morta com um tiro na cabeça.

A Polícia Militar montou um cerco na área, com várias patrulhas do Comando Tático Motorizado (Cotam), do Batalhão Raio, do Ronda do Quarteirão e da 3ª Companhia do 5º BPM (Cristo Redentor), mas os assassinos desapareceram. Segundo informações colhidas pela Polícia no local, os atiradores, supostamente, seriam residentes na Rua Santa Rosa, no bairro Pirambu. As investigações seguem à cargo da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). No local do crime, uma cena comoveu a todos. Abraçada ao cadáver da filha, a mãe de Vanessa gritava em desespero pedindo justiça.

FONTE Plantão Policial Do CEARÁ

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s