Segundo matéria do Estadão, a empresa do senador Eunício de Oliveira levou R$ 57 milhões da Petrobrás em contratos “Sem Licitação”.

Segundo o Estadão foi o PMDB, partido de Eunício, quem indicou Paulo Roberto Costa para diretor da Petrobras

Documentos da estatal mostraram que, entre fevereiro de 2010 e junho de 2011, foram feitos 8 contratos seguidos com a Manchester, do peemedebista Eunício Oliveira.

O Estadão revelou que uma empresa do senador e ex-ministro Eunício Oliveira (PMDB-CE), a Manchester Serviços Ltda., assinou Sem Licitação contratos que somam R$ 57 milhões com a Petrobrás para atuar na Bacia de Campos, região de exploração do pré-sal no Rio de Janeiro.

Os prazos de cada um dos contratos eram curtos, de dois a três meses de duração, e tudo por meio de “Dispensa de Licitação”, ou seja, sem necessidade de concorrência pública. Eleito senador em outubro de 2010, Eunício foi presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a mais importante da Casa.

Cerca de R$ 25 milhões foram repassados pela Petrobrás à Manchester em 2010, ano de eleições. A nove dias do segundo turno presidencial em 2010, por exemplo, Petrobrás e Manchester fecharam um novo contrato – via “Dispensa de Licitação” e pelo prazo de 90 dias – no valor de R$ 8,7 milhões. Desde então, já no governo de Dilma Rousseff, novos contratos foram celebrados sem concorrência pública com a empresa do senador Eunício, entre eles um de R$ 21,9 milhões (de número 4600329188) para serviços entre abril e junho de 2011.

A Manchester tem sede em Brasília, mas instalou filial em Macaé num sobrado de uma rua sem saída, a poucas quadras da sede da Petrobrás na cidade fluminense. A empresa é contratada para fornecer mão de obra terceirizada à estatal, incluindo geólogos, biólogos, engenheiros e administradores.

Quem indicou os diretores da Petrobras?

Segundo o Estadão, o diretor da Área Internacional da Petrobrás, Jorge Zelada, e o diretor de Abastecimento, Paulo Roberto Costa, foram indicados no governo passado pelo PMDB, partido de Eunício, e mantidos até o governo da presidenta Dilma.

A Petrobrás confirmou ao Estado os valores e a “Dispensa de Licitação”. Informou que novos contratos foram feitos com a Manchester sem concorrência pública “em decorrência de problemas em processo licitatório”. Eunício se negou a falar sobre o assunto, sob a alegação de que estava afastado das decisões da empresa. Ele escalou o sócio Nelson Ribeiro Neves para se manifestar à reportagem. O senador é dono de 50% da sociedade da Manchester, conforme informação dele mesmo à Justiça Eleitoral e confirmada na Junta Comercial em 2011.

PARA LEMBRAR

A Manchester Serviços Ltda. foi mencionada no escândalo de corrupção do Distrito Federal, conhecido como “Mensalão do DEM”. Os nomes da empresa e do senador Eunício Oliveira aparecem em relatório da Polícia Federal que levantou suspeita sobre pagamento de R$ 666 mil autorizado pelo governo do DF. A PF sugeriu que fossem aprofundada a investigação.

Em junho de 2010, o Tribunal de Justiça do DF condenou a Manchester a não fechar mais contratos com órgãos públicos por cinco anos, por irregularidades em licitação em serviços prestados para o Banco de Brasília (BRB). “Os valores pagos foram estabelecidos em valores bem superiores aos praticados no mercado”, disse decisão do juiz Alvaro Luis Ciarlini. A empresa e o BRB recorreram da decisão.

Matéria completa Clique AQUI. http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,empresa-de-senador-leva-r-57-milhoes-da-petrobras-em-contratos-sem-licitacao,739925

Fonte: Estadão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s