Com estrada reformada pela prefeitura de Quixeré, moradores de carnaubinha realizam um sonho

A Prefeitura de Quixeré, através da Secretaria de obra e Infraestrutura, está trabalhando na recuperação da estrada rural da Comunidade de Carnaubinha. A obra tem como objetivo agilizar o percurso de veículos que transitam diariamente pelas estradas da comunidade
DSC01454

……………………………………………………………………………………….
fato comprovado pela grande quantidade de carros transitando na mesma durante a nossa reportagem
xxxxxxxxxxx

A recuperação está sendo realizada com um patrolamento e em piçarramento dos trechos, que estavam desgastados por conta das chuvas que voltaram a atingir a região.O objetivo principal foi recuperar as estradas rurais de carnaubinha,a Queimadas ,lagoa da casca, e tomé, para facilitar o percurso de veículos bem como o escoamento da produção do município. com uma media 21 carrada por dia em 5 dia de trabalho foram recuperado aproximadamente um quilometro e meio de estrada um trabalho realizado apenas com maquinas e caçambas da prefeitura um trabalho realizado de segunda a sexta
A meta é de que após o período chuvoso, a secretaria de obra comece o trabalho de recuperação das demais estradas rurais do município. Somente em 2013, mais de 100 km de estradas rurais foram restauradas ainda no primeiro semestre do ano.

DSC01455
para o vereador Carlos Alberto Ferreira Lima o Carlinhos de pipio carlinhos-de-pipiu
é Mais um sonho que se torna realidade para o povo Quixereense, que estão podendo contemplar a conclusão da tão sonhada estrada de carnaubinha A obra contou com o apoio do vereador Carlinhos de pipio o vereador a rumou com um senhor dono de uma pedreira 100 carradas de piçarras para ajudar na recuperação deste sonho antigo da comunidade de carnaubinha

questionado pelo o blog Quixeré ligado sobre as duras criticas feita pelo vereador Samuel isidoro nas últimas sessões no legislativo Quixereense;1964863_283031011848304_623148674_n

o secretario de obra falou o seguinte Nós precisamos nos unir e nos adequar para superarmos da melhor maneira possível essas adversidades.pois O prefeito Bessa tem um plano de Governo e ele será cumprido rigorosamente”, Segundo secretario de obras, todos os esforços estão sendo feitos para que o município atravesse esses problemas sofrendo o menos possível e que o grupo político do prefeito Bessa continua unido, com a atenção voltada para resolver os problemas do município e atender às necessidades da população. ”

questionado novamente sobre as criticas

o secretario falou o seguinte o povo não mi pagar para eu rebater criticas e sim para eu trabalhar em prol do povo Quixereense e é a sim que eu continuarei ate o fim da minha gestão como secretario municipal. “Tampouco nos abalaremos com julgamentos apressados e por conclusões precipitadas, que a realidade desmentirá”, finalizou.o secretario de obras Quixereense ….

Possibilidade de Cid sair gera expectativa no CE

caapa
Caso Cid Gomes confirme, até 5 de abril, que renunciará ao mandato para viabilizar a candidatura do irmão Ciro Gomes ao Senado, será o quinto governador cearense a deixar, nos últimos 50 anos, a gestão antes do previsto em prol de interesses políticos. Para especialistas consultados pelo Diário do Nordeste, é incerto o impacto de uma possível saída do chefe do Executivo Estadual ao andamento do Governo, mas, na hipótese de renunciar, Cid continuaria atuando nos bastidores do Palácio da Abolição.

O coordenador do mestrado de Políticas Públicas da Universidade Estadual do Ceará (UECE), Horácio Frota, enfatiza que a frágil oposição no Estado acaba fortalecendo a figura do governador cearense, mesmo desligado do cargo. Para o professor universitário, Cid só tomará qualquer decisão com a chancela do Governo Federal para minimizar o desgaste da gestão.

“Tudo que está sendo feito aqui é negociado com a (presidente) Dilma, os investimentos… Eu não acredito que ele vá sair rompido com o PT, porque seria o fim dele”, ressalta. O docente pontua: “Se olhar para a vinda da presidente Dilma (ao Ceará), o fato de ela estar se referindo a ele como senador. Isso pressupõe resultado de uma negociação”.

O cientista político Josênio Parente afirma que, até os anos 1960, algumas lideranças renunciavam para derrubar partidos da oposição. Ele minimiza os impactos da saída de Cid ao andamento dos projetos tocados pela atual gestão. “Um bom administrador consegue fazer a continuidade, independentemente da pessoa que esteja lá, para o eleitor ficar cada vez mais fiel”, diz.

Entrosamento

Professor emérito da Universidade de Brasília (UnB) e cientista político, David Fleischer pondera que o futuro do Governo do Estado depende do entrosamento entre Cid e o vice-governador Domingos Filho, que seria o primeiro sucessor. “Se (a ligação) é bastante forte, esses últimos nove meses de mandato teriam continuidade”, analisa.

Fleischer pondera que as articulações com as agremiações também vão influenciar no futuro do Governo cearense. “Depende da coligação que eles vão montar com os outros partidos, que vão querer um pedaço maior do bolo, (vai depender) se vão apoiar o PMDB ou não”, explica o cientista político.

O professor da UnB pondera que, se o governador renunciar ao cargo, terá de ficar atento ao cumprimento dos prazos das obras e execução de orçamento, sob a pena de ser questionado judicialmente. “Tem a Lei de Responsabilidade Fiscal, que no ano eleitoral sempre é mais complicada. Ele sai e fica nos fundos, tentando tutelar o vice”, esclarece.

O historiador Márcio Soares explica que, antes dos anos 1960, não havia possibilidade factível de os gestores fazerem os sucessores, porque ainda não estava consolidado o cenário de alianças entre os partidos, tal qual nos moldes atuais. Nos anos 1950, ele compara o caso de Cid Gomes ao governador Raul Barbosa, que renunciou para concorrer ao Senado e, posteriormente, foi convidado para o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Cid já declarou mais de uma vez que deseja passar uma temporada no BID.

De acordo com o professor de História do Ceará, foi depois da eleição do governador Virgílio Távora, em 1962, que o Ceará passou a se articular mais fortemente através de alianças. O coronel cearense foi eleito com apoio da UDN, PSD e PTN, com a chancela do ex-governador Parsival Barroso. A proposta era derrotar o senador Carlos Jereissati, do PTB. “A política continuava tradicional, com currais eleitorais, mas a novidade é que se combina agora a um projeto desenvolvimentista”, explica.

A partir dos anos 1970, Márcio Soares alega que fica evidente que a pouca expressividade da política cearense amplia a pressão para que as lideranças concorram a cargos federais como modo de aumentar a visibilidade dos pleitos do Estado. “Depois do Tasso, passou a se construir um novo cenário político no Ceará, sem perder a lógica de que o que o político fala não se escreve por conta de interesses superiores”, contextualiza.

Para o historiador, antes era mais facilmente identificada a troca de favores como fio condutor das relações políticas, avaliando que hoje a questão é mais complexa. “Os prejuízos podem ser grandes como interrupção de projetos. O governador arrisca manchar sua gestão em apenas um ano, caso não complete as obras”, opina, exemplificando a Copa do Mundo deste ano.

Fonte: Diário do Nordeste
Crédito do blog de Erivando Lima

Haiti é aqui ! Complexo do Maré.

policia militar complexo alemão

A ocupação do Complexo da Maré demorou menos de 15 minutos com participação da Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Federal, além da Marinha brasileira. A operação teve participação de 1.180 policiais militares e 132 policiais civis com apoio de 21 blindados da Marinha. Uma cerimônia de hasteamento da bandeira nacional encerrou a tomada do complexo, segundo informou o jornal Folha.

O Complexo da Maré conta com 15 favelas e compõe de 130 mil moradores. O complexo como é denominado era dominado por duas facções criminosas, traficantes de drogas e uma milícia armada. Para quem não tem familiaridade com o termo, a milícia armada é composta pelos integrantes dos policiais militares da ativa e reformados que atuam, clandestinamente, para exploração de comércio clandestino e de todo tipo de serviços.

O conjunto de favelas é delimitado pela Avenida Brasil, entrada da Rodovia Dutra à cidade de Rio Janeiro, por um lado e por outro lado a Linha Vermelha que liga o Aeroporto Tom Jobim ao centro da cidade de Rio de Janeiro. O conjunto, ainda é cortado por Linha Amarela que liga Ilha do Fundão, onde se localiza a UFRJ, à zona oeste da cidade. A descrição geográfica foi feita, exatamente, para mostrar a importância e o tamanho do Complexo da Maré.

Pois, este complexo que, geograficamente, faz parte integrante da cidade de Rio de Janeiro, funciona como enclave dentro da própria, sem a presença efetiva do poder público. Digo e repito, funciona com ausência total do poder público, como um verdadeiro “enclave” dentro da segunda maior cidade do País. É como uma “cité du soleil” do Haiti, localizado dentro do território brasileiro. Para quem não sabe, a cité du soleil é tutelada pelo Exército brasileiro à serviço das Nações Unidas.

Para confirmar a minha afirmação de que o complexo era um “enclave” dentro da cidade de Rio de Janeiro, basta ver que com a “tomada” do Complexo, simbolicamente foi hasteamento da bandeira brasileira, como se aquele território, pela primeira vez fizesse parte do Brasil. Diga-se de passagem, uma verdadeira operação de guerra, para “tomada” do território, antes pertencentes às facções criminosas.
Nem é preciso explicar que este tipo de “enclave” existe por causa da ausência completa do poder público. Comunidade é eufemismo para descrever uma verdadeira cidade dentro da outra maior. É fácil de constatar a ausência de demais serviços públicos essenciais, como unidade de pronto atendimento à saúde pública e também unidades de ensino fundamental, assim como creches para dar suporte às mães trabalhadoras. Além, é claro, da delegacia de polícia.
Não adianta nada a instalação das UPP, simplesmente, com instalações provisórias de delegacias de “latas”, abrigados em containers. Seria necessário que construção de delegacias fosse feito em forma definitiva, além das unidades de pronto atendimento de saúde, escolas de ensinos fundamentais, creches para crianças e demais serviços públicos essenciais além das já nominadas.

Diante desta situação da ausência do Estado, tanto municipal, estadual ou federal, as “ocupações” de complexos, seja do Alemão, da Rocinha ou da Maré, cheira interesse político eleitoreiro do que propriamente atendimento efetivo à necessidade da população. A ocupação do Complexo da Maré, parece atender à realização da Copa 2014, bem como servirá de base para campanha eleitoral da presidência da República.
Coincidentemente ou não, a ocupação ocorre na véspera da desincompatibilização do governador Sérgio Cabral para concorrer ao Senado Federal. O ano de 2014, também, é marcado pela tentativa de reeleição da presidente Dilma ao cargo de presidência da República. No aspecto político, este País, mais parece Haiti do que outrora fora a República Federativa do Brasil.
Há que os postulantes de mais altos cargos públicos da República tomem atitudes mais próativas para inserção da população menos favorecida ao contexto da sociedade brasileira. Não basta delegacias de latas espalhados pelos quatro cantos! Não basta discursos de inserção social, sem que leve os serviços públicos de qualidade à comunidade “pacificada”.

Acorda Sérgio Cabral ! Acorda Dilma ! O povo está de olho em cada passo de vocês!
Ossami Sakamori

Bill sai do banco, marca dois gols e Vozão vence o Clássico-Rei de virada

O Clássico-Rei deste domingo, 30/03, vai ficar guardado na memória do torcedor alvinegro por muito tempo. Após sair perdendo no primeiro tempo, o Ceará mostrou que tem um elenco forte e conseguiu uma virada sensacional diante do Fortaleza, em jogo válido pela 10ª rodada do Estadual 2014.
O primeiro tempo começou com o Ceará tomando a iniciativa e quase abrindo o placar aos oito minutos, quando Ricardinho lançou para Tadeu, que limpou a marcação e tentou o chute, mas adiantou muito e não alcançou. Na sequência, Tadeu ajeitou de bicicleta para Anderson, mas a arbitragem já marcava impedimento.

Melhor em campo, o Ceará pressionou e Ricardinho quase marcou um gol olímpico. Na primeira chance, o goleiro do Fortaleza salvou e, na sequência, Tiago Cametá tirou em cima da linha. No seu primeiro ataque, o Fortaleza conseguiu marcar, quando Edinho recebeu em velocidade e chutou colocado, sem chances para Luís Carlos.

Felipe Amorim tentou marcar aos 29 minutos, mas Luís Henrique defendeu. Três minutos depois, após chute de Ricardinho desviado na zaga, a bola sobrou para o camisa 10, que não conseguiu dominar e perdeu boa chance. O Vovô não parou de atacar e aos 36 minutos, Sandro chutou após pegar rebote da defesa, mas mandou para fora.

No última chance de perigo da etapa inicial, Magno Alves recebeu pelo lado esquerdo do ataque e mandou bom cruzamento para Felipe Amorim, que subiu bem e cabeceou, no entanto, a finalização saiu pelo lado direito do gol, desperdiçando a chance do empate ainda no primeiro tempo.

Para a etapa final, o técnico Sérgio Soares colocou Assisinho e Vicente nas vagas de Michel e Hélder Santos, respectivamente. Apesar de ter mais posse de bola, o Vozão não conseguiu finalizar e Walfrido e Marcelinho Paraíba arremataram pelo rival, mas erraram na pontaria.

O nome do Clássico-Rei só veio a campo aos 20 minutos da etapa final. Sérgio Soares chamou o atacante Bill, que entrou na vaga de Tadeu e precisou de apenas oito minutos para balançar as redes. Após cobrança de falta de Ricardinho, o goleiro Luís Henrique espalmou mal e Bill apareceu em velocidade para empatar o duelo.

A festa nas arquibancadas da Arena Castelão ficou em preto e branco e aos 36 minutos, a estrela de Bill brilhou novamente e o Vozão virou o jogo. Magno Alves recebeu no meio-campo e deu lindo passe para Vicente, que mostrou disposição e qualidade no cruzamento para Bill. O atacante deu carrinho na bola e mandou para as redes.

Enquanto o torcedor do Vozão ainda comemorava a virada no Castelão, Ricardinho mandou ótimo cruzamento para Magno Alves, que subiu absoluto e cabeceou colocado, mandando para o gol e decretando o 3 x 1 no marcador. No último lance de ataque do jogo, o Vozão quase marca um golaço. Magno Alves tocou de calcanhar para Felipe Amorim, que tabelou com Bill, recebeu na área, deu um lindo chapéu no goleiro adversário e, no momento do arremate, a zaga afastou. A vitória por 3 x 1 deixa o Vovô com 19 pontos na tabela do hexagonal, bem perto do líder Fortaleza, que tem 21 pontos.

Agora, o grupo alvinegro volta aos trabalhos nesta segunda-feira, 31/03, e o foco será a grande Final da Copa do Nordeste, no qual, o jogo de ida será disputado na próxima quarta-feira, 02/04, na Ilha do Retiro, em Recife/PE.

http://vozao.net/1gFv2HP.
Jogo_classico_1

Não aguentamos mais trabalhar para malandro,

contra_a_violencia2
O secretário de Segurança Pública, Servilho Paiva, passou mais uma semana sem anunciar qualquer medida de combate à violência para o vale jaguaribano. As cidades do vale sofre com a onda de crimes. A população anda com medo, enquanto as autoridades públicas–como governador, prefeitos, vereador,deputados estaduais e federais votados no vale, também, silenciam. Uma verdadeira tristeza.

o vale do Jaguaribe reclamou dos altos índices de violência em nossa região, está um caos em razão da criminalidade. “O que o senhor acha de resolver a segurança senhor governador …..pois nossa região está um caos……Nós pagamos nossos impostos e quando precisamos não somos amparados…..e só quem está perdendo é nós o povo”, ‘só queremos os nossos direitos de sair e chegar em casa e encontrar nossos bens’. “Chega de abusar do povo que quer só o direito de sair e chegar em casa e encontrar seus bens novamente. ……Não aguentamos mais trabalhar p malandro. …Nos ajude….pois estamos a mercê de violência que muitas vezes são praticadas por menores de idade q se confiam nessa lei que dá regalias para eles” o vale jaguaribano reclama da inoperância das politicas públicas em relação aos crimes de furtos. “ (…) pois quando eles (ladrões) entra em nossas casas roubam …..e quando descobre quem foi…… não dá em nada eles negam e fica por isso mesmo. …. o vale está indignado”, os índices de criminalidade tenham mais que dobrado nas últimos semanas no vale jaguaribano, principalmente as estatísticas de homicídio e assaltos.

parecendo realmente, que a violência tem um objetivo principal: dominar o vale jaguaribano. porem a região do vale não e de bandidos, mas sim dos cidadãos de bem. é dever das autoridades lutarem por todos nós, mas se não lutam, temos que obriga- los a agirem. será que vai ser preciso nos manifestar?, e pressionar as autoridades.. temos que chamar a atenção pois se os cidadães de bem se calarem, vamos servir,de escravos de -bandidos, violentos.

faço das palavras desta brilhante jornalista as minhas
assista ai o vídeo

Esta Chegando a hora mais temida pelo Governador Cid Gomes

Cid-Gomes
Esta Chegando a hora mais temida pelo Governador Cid Gomes (PROS). Os últimos dias foram de muita angústia, dúvida, incerteza e reflexão. Cid gostaria de esticar mais o tempo, permanecer no Governo e ver muitas obras inauguradas. mais Como na vida tudo tem começo, meio e fim, na política não é diferente. Acabou o ciclo de oito anos do Governo Cid Gomes. Agora não há mais o que fazer. Só restam dois caminhos: renunciar e conquistar um mandato parlamentar (Senado) que o dá proteção ou ficar no Governo e, depois do dia 5 de abril, arrependido pelas oportunidades perdidas. Cid vai para o sacrifício da renúncia, que o permite não apenas estar apto a concorrer ao Senado ou Câmara Federal, como deixa, também, o irmão Ciro em condições de disputar um mandato eletivo. A troca de carinho e sólidos laços familiares entre Cid e Ciro Gomes são marcados, ainda, por mistérios. Afinal, qual dos dois disputará o Senado? Cid afirma que não quer. Prefere lançar o irmão Ciro que, com mais experiência e sonhos na política nacional, reconquistaria espaços no belo tapete azul do Senado.

Silêncio

Sem mandato muitos aliados ainda não duvidam que, após oito anos de mandato, Cid Gomes fique sem mandato. Nos últimos dias, foram intensos os boatos que Cid prefere ficar fora da política por um bom tempo para tratamento da saúde. Quer dar um tempo para si mesmo, dá um mergulho para reflexões e construir novos caminhos políticos. Após 20 anos na atividade parlamentar e de Executivo, é difícil vê-lo sem mandato.

Ritmo intenso

A entrada de um dos irmãos Ferreira Gomes na corrida ao Senado pode frustrar o PT que sonha com a vaga para o deputado federal José Nobre Guimarães. Algumas alas petistas ficaram assanhadas com a possibilidade de Cid renunciar e lançar o irmão Ciro ao Senado, tirando, assim, a vaga sonhada pelo PT. Guimarães tem trabalhado muito, percorre o Interior do Ceará, ocupa espaços na mídia e hoje é o melhor interlocutor do PT com o Governador Cid Gomes.

vamos aguarda os Desenrolar dos fota nas últimas hora na politica cearense !

Roubo de moto em Quixeré

Neste Sábado, dia 29/03, por volta de 12h30min, a pessoa de FRANCISCO CÂNDIDO SOBRINHO, 57 anos, natural de Russas e residente no Sítio Botica, zona rural de Quixeré, foi assaltado nas proximidades da ladeira de Santa Terezinha, tendo sido roubada a moto Honda NXR 150 Bros ES, ano 2011/2012, cor vermelha, placa OCO-1428, ressaltou ainda que os elementos trafegavam em uma moto, Honda Titan, características não anotadas, e que após o delito fugiram pela estrada que liga a localidade de Botica a CE 356.
fonte blog do tom
assalto-neilima00